Conta Salário: Apenas em 2014 para o servidor de São Paulo?

Os servidores públicos do Estado de São Paulo receberam seus proventos por meio de crédito em conta corrente no extinto Banespa, comprado pelo Grupo Santander, até dezembro/2006 devido a uma cláusula constante no edital de venda do ex-banco Paulista.

Em janeiro/2007 os créditos foram transferidos para o novo gestor dos recursos do Estado, o Banco Nossa Caixa S/A (Decreto do Governador em Agosto/2006).

Na prática cerca de 40% dos servidores já haviam optado em receber seus proventos pelo Banco Nossa Caixa antes do decreto que instituiu o banco como responsável pela folha de pagamento do Estado.

Em decorrência da criação da conta salário (Resolução 3.402 06/09/2006) o Governo de São Paulo celebrou com a Nossa Caixa um contrato de venda da Folha de Pagamento dos servidores com exclusividade até dezembro/2011. Essa venda gerou cerca de R$ 2,3 Bilhões de receita para os cofres públicos do Estado e postergou para janeiro/2012 a possibilidade de utilização da conta-salário pelos Servidores do Estado.

Em março/2008 o Governo conseguiu novamente um novo reforço de caixa com a venda do Banco Nossa Caixa ao Banco do Brasil. O negócio foi fechado por R$ 5,3 Bilhões pelos 71,5% das ações do banco que pertenciam ao Estado de São Paulo.

Mas quem pensava que o apetite do Sr. José Serra estava saciado se enganou, pois o Governador já sinalizou que aceitará a proposta do Banco do Brasil de R$ 1,3 Bilhões para estender a exclusividade da folha por mais 23 meses, prorrogando para 2014 o seu fim. Como argumento o Banco do Brasil e o Secretário Estadual da Fazenda, o Sr. Mauro Ricardo Costa, explicam que o contrato de compra do Banco Nossa Caixa prevê a exclusividade de cinco anos da folha de pagamento e a nova “venda” seria apenas para compatibilizar todos os prazos firmados no contrato de compra.

Em síntese o Governador já reforçou o orçamento do Estado de São Paulo em R$ 7,6 Bilhões com a venda da folha de pagamento e do Banco Nossa Caixa (ex-patrimônio do Estado) e tentará contar com mais R$ 1,3 bilhões desta nova venda para 2010. Cabe lembrar que 2010 será um ano eleitoral com escolha do novo presidente do país e a mercadoria encontrada pelo Sr. José Serra, para suprir o caixa do Estado, é a prorrogação da possibilidade de utilização da conta-salário de 2012 para 2014.

About these ads

4 Respostas

  1. Estou indignado com esta situação que o Banco do Brasil tem tratado os servidores do Estado de São Paulo, sem o menor respeito, estou tendo constantemente problemas com o sistema deles e já cogito a possibilidade de migrar para outro banco e lá manter somente a conta essencial, é mais interessante pois paga uma fatura anual.

    • Lessandro,

      Todo processo de mudança gera transtornos, quer seja por problemas operacionais ou de adaptação.
      Tenho acompanhado as fusões entre os Bancos e todos os processos sofrem com problemas. Como exemplo cito o Santander com o Real, onde o atendimento em ambas as redes de todos os clientes foi abortada, ou seja, cliente que era do Santander não consegue ser atendido no Real e vice-versa.
      No seu caso verifico que o problema é de adaptação. No Banco Nossa Caixa era utilizada uma senha quatro dígitos para o uso do cartão, uma de seis para operações via Web, além de uma cartão com várias combinações para confirmação. No Banco do Brasil é utilizada senha de oito dígitos para consultas via Web e uma de seis para uso do cartão e confimração das operações via internet, portanto muito mais simples. A única mudança que acrescentou informações foi a alteração das Letras de acesso para o código silábico, utilizado nos terminais de auto-atendimento.

      O processo de incorporação do Banco Nossa Caixa pelo Banco do Brasil foi finalizado e as pendências que sobraram estão sendo equacionadas. O que posso dizer é que essa mudança não foi assimilada por todos da mesma maneira, mas que as pespectivas são as melhores possíveis.

      Espero que seus problemas sejam equacionados. Mais uma coisa o pacote de serviços essenciais regulamentado pelo BACEN não preve nenhuma cobrança de tarifa, nem mesmo a Tarifa de Renovação de cadastro.

      Obrigado pela visita,

      Paulo

  2. Não estou nada contente com a possibildade de prorrogação para o funcionalismo público de conta- salário de 2012 para 2014, por este e outros motivos que o PSDB, não pode se eleger para nenhum governo. Acabei de ver na T.V. o vice de Jose Serra e gostei da pergunta do Presidente LULA, de onde ele é………….

  3. Quero aqui parabenizar o nosso ” grande” governador, por mais uma sacanagem que ele e sua “corja” estão fazendo com o já surrado funcionário público estadual. Pois quero saber pra onde vai tostão por tostão desse dinheiro que ele irá arrecadar com mais esse esticamento de contrato como BB, com relação às contas dos funcionários públicos.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: