Dúvidas e Sugestões

Olá,

Obrigado pela visita.

Agora aproveite este espaço e me envie sua pergunta ou sugestão sobre os temas já abordados ou sobre assuntos que ainda não foram citados no blog.

Sua participação é muito importante para mim, pois somente assim poderemos criar um espaço para discussão que possibilite a ampliação do conhecimento sobre a diversidade de assuntos que compõem a rotina diária do sistema financeiro.

As perguntas enviadas serão respondidas na forma de post da seção de Perguntas e Respostas do Blog, conforme o assunto abordado.

Participe.

SugestõesDúvidas

34 Respostas

  1. Ola Paulo,

    Gostaria de enviar o artigo para publicacao no seu blog. Para qual email devo enviar? Obrigada!

  2. Ola bom dia,

    gostaria q me ajudasse a entender o valor cobrado na quitação antecipada de meu emprestimo consignado.

    Fiquei mto brava cm o gerente, pq qdo liguei solicitando a quitação, ele me informou um valor, e debitou outro de minha conta.

    Isso me gerou muita desconfiança, pq acho q ele ja deveria ter me passado o valor correto!

    Valor mensal 341,01

    1º parcela 07/04/2011

    ultima parcela 11/03/2014

    juros 2,6% ao mes

    juros 36,0718625% ao ano

    qdo liguei de manha, ele me passou q ficaria 5271 para quitar, e me debitou 5373,20

    quitei em 13/07

    • Aline,

      A reunião do Copom ocorreu dia 11/07 (quarta-feira) e com a redução da Selic de 8,5 % para 8% a.a. os juros futuros que são descontados na quitação sofrem redução de valor, o que explica a diferença entre o valor informado e efetivamente quitado.

      Quanto ao erro de informação existem duas hipóteses:

      1- O sistema do banco somente atualizou após a informação via fone;
      2- Seu gerente utilizou saldo que possuía anotado, apenas como referência.

      Obrigado pela visita.

      Paulo

      • Olá,

        Solicitei junto a uma instituição financeira a quitação de um empréstimo consignado, como fiquei em duvida em relação ao valor para quitação, fui até o PROCON para análise da situação, porém não foi possível realizar o calculo, pois no contrato não estava descrito a taxa de juros praticada. Gostaria de saber se existe alguma ferramenta legal que obrigue o banco a me enviar esses dados?

        Obriagado!

      • Wagner,

        Todas as instituições financeiras são obrigadas a disponibilizar cópias de contratos a qualquer momento, principalmente na concessão, e com todas as informações.

        Paulo

  3. Olá,

    Parabens pelo blog. Gosto muito do estilo e conteudo.
    Escrevi um artigo sobre um tópico bastante relevante ao seu público: empréstimo sem consulta (ao SPC e ao Serasa).

    Você consegue publicar?

    Agradeço antecipadamente a atenção !

    • Olá Natalie,

      Obrigado pela visita.

      Me envie o artigo e verificarei a possibilidade de publicá-lo.

      Lembre-se de me informar como quer ser referenciada no artigo.

      Abraços

      Paulo

  4. olha gostaria de saber como funciona a célula que esta relacionado ao saldo na planilha que baixei pelo seu blog. não entendi a forma dele. apresenta um valor que não sei de onde é. poderia me ajudar?

    • Mayara,

      Obrigado pela visita.

      E muitíssimo obrigado pela observação. Atualizei a planilha, havia um erro na célula de calculo do Saldo, ela não estava considerando os descontos no holerite e duplicando os demais itens, pois somava todos os itens mais o total de gastos.

      Baixe a nova planilha que coloquei no blog, ela está com a correção efetuada.

      Paulo

  5. Olá, tenho uma dúvida sobre sustação de cheque. Meu marido contratou um pintor para pintar o portão de nossa casa, o serviço ficou em cerca de R$600,00. Meu marido pagou uma parte em dinheiro e deu um cheque de R$ 200,00 para completar o resto do pagamento, porém, dois dias após o término parcial do serviço, pois o pintor ficou de voltar para fazer retoques no portão e limpar as áreas próximas ao portão que ele manchou de tinta, dois vizinhos nossos vieram à nossa casa reclamarem que a pintura de seus carrros que estavam nas suas garagens tinham sido afetados pela pintura do portão, o que realmente meu marido foi conferir e viu que os veículos estavam manchados, pois a pintura foi feita pelo pintor com compressor a ar e a tinta branca se espalhou, manchando além dos veículos dos vizinhos, portões, janelas, etc. Um dos vizinhos, sendo nosso amigo, disse que não precisávamos nos preocupar, pois seu carro já era antigo e que ele mesmo iria tentar reparar o dano, já o outro, disse que seu carro era 0 km, com três meses de uso, e que ele iria mandar para a concessionária autorizada para concertar, para não perder a garantia. Meu marido lhe disse que mandasse fazer orçamento e depois viesse falar com ele, pois enquanto isso ele iria contatar o pintor. Quando meu marido entrou em contato por telefone com o pintor e lhe informou a situação, este já lhe falou que não iria pagar nada pois ele não tinha culpa se os carros dos nossos vizinhos estavam lá na hora que ele pintou o portão, batendo o telefone “na cara” do meu marido. Diante disso, já que meu marido percebeu que com o pintor não iria ter acordo, entrou no site do banco, consultou se o cheque emitido ao pintor havia sido sacado e como não havia sido sacado, sustou o cheque, indo no próximo dia útil no banco para confirmar a sustação do cheque, o que o fez, segundo orientação do banco, pelo motivo “desacordo comercial”. Enfim, o vizinho posteriormente voltou com a nota fiscal do reparo em seu veículo que ficou em “R$700,00″, ou seja, ele mandou reparar antes de nos consultar se concordaríamos em pagar, porém, mesmo assim, para evitar maiores confusões, fizemos um acordo com o vizinho em lhe pagar a metade R$350,00 e o restante ele arcou; ficamos assim quites com o vizinho.´
    Ficamos aguardando o pintor nos ligar, passou-se quase duas semanas quando uma mulher desconhecida ligou para meu marido dizendo que o pintor repassara nosso cheque para ela em uma loja de roupas e que ao depositar ele viu que estava sustado, meu marido lhe informou que o negócio que ele fizera foi com o pintor e que não o autorizara a repassar o cheque a terceiros, no caso esta mulher, e que ela pedisse para o pintor entrar em contato com ele. no dia seguinte, isto é, ontem 31/03/12, o pintor veio ao nosso portão xingando meu marido, ofendendo com palavras baixas e ameaças, quebrou uma cadeira que estava no nosso quintal com uma marreta, dizendo que queria receber, meu marido tentou conversar com ele e negociar, porem sem sucesso, tivemos que acionar a polícia via 190 e, ao chegar a polícia e explicado o caso aos policiais, o pintor se recusou à ir à delegacia registrar um B.O., meu marido lhe disse que então protestasse o cheque, porém o pintor ficou nos ameaçando dizendo que o nosso prejuízo seria bem maior que R$200,00, e após vários xingamentos foi embora. Diante desses fatos, gostaria que o senhor me orientasse, a atitude de meu marido foi certa? Ele pode incorrer em crime de extelionato por sustar o cheque, ou ele tem motivos concretos de “desacordo comercial” para sustar. Se o pintor protestar o cheque o que poderá ocorrer ao meu marido? Por favor, Srs, estou com muitas dúvidas e até medo do que esse pintor possa querer fazer até mesmo contra nossa segurança. gostaria muito que me desse uma orientação.
    Obrigada, que Deus o abençoe!

    • Angélica,

      Obrigado pela visita.

      Todo o problema pelo que pude definir se originou na contratação de um “profissional” sem preparo para a execução dos serviço. Além de não efetuar o combinado de maneira correta ainda criou outros transtornos com os seus vizinhos.

      Assumir parte do reparo no carro de um dos vizinhos foi uma atitude muito acertada, pois os responsáveis pela situação criada foram vocês.

      Quanto ao cheque sustado e devolvido o único problema é que o “pintor” pode protestá-lo, ou seja, gerar sua negativação junto ao SERASA e ao SCPC, o que provavelmente lhe causará outros transtornos e contratempos.

      Pelo que descreveu o Pintor é uma pessoa agressiva e não é possível prever do que é capaz, visto a destruição de uma cadeira na ida até a sua casa. A situação é difícil, pois o custo do serviço já está em R$ 750,00 considerando o reparo no carro do seu vizinho e além de todo esse imbróglio o serviço não foi executado de maneira correta.

      Acredito que o diálogo é a melhor saída, desde que ambas as partes tenha a mesma intenção. Acredito que R$ 200,00 não lhes fará falta, portanto minha opinião é que contatem esse individuo e cobrem dele o término do serviço contratado, com o compromisso de pagar o restante após a finalização correta do trabalho e lembrem-se de solicitar um recibo de pagamento e a devolução do cheque.

      Também já contratei um “pintor” muito ruim, para terem uma noção tive que ensiná-lo a desmontar as janelas, mas no final contratei outra pessoa para reparar o estrago, a diferença é que sua índole não era violenta e o único prejudicado fui eu mesmo.

      Abraços e boa sorte na resolução desse problema.

      Paulo

      • Bom dia Paulo, muito obrigada pela atenção dada ao meu caso. Seguimos sua dica e tentamos falar com o tal pintor hoje por telefone, porém como sempre ele não quis conversa, disse que irá protestar o cheque batendo novamente o telefone. Resta saber, já que o cheque será protestado, o que poderá ocorrer ao meu marido; ele tem o recibo do pagamento de R$ 350,00 ao vizinho pelo dano ao veículo e a nota fiscal de R$700,00 que foi o custo do reparo, somente isto, pois o contrato da pintura com o pintor foi apenas verbal e o restante do pagamento que ele fez em dinheiro não tem recibo. Indo à justiça, meu marido terá como se defender e alegar desacordo comercial, não sendo condenado por estelionato? Agradeço muito sua resposta, Deus o abençoe muito.

      • Angélica,

        Se a aflição de vocês é com relação a estelionato, relaxem. Esse acontecimento não caracteriza em nenhum momento crime de estelionato, principalmente devido aos valores envolvidos.

        Na caso acredito que vocês deveriam registrar um Boletim de ocorrência sobre a ameaça que o “pintor” efetuou, sobre o custo ficar ainda mais alto. Espero que não aconteça, mas no caso de alguma atitude que dolo ou prejuízo, caberá uma ação cível por danos morais/corporais.

        Sobre o cheque só cabem duas saídas: Pagá-lo diretamente a essa ilustre pessoa, ou aguardar o protesto e retirar o cheque diretamente no cartório.

        Abraços,

      • Obrigado Paulo, por mais uma vez me dar um conselho tão necessário e útil, me confortou bastante. Que Deus possa sempre te abençoar por ajudar as pessoas.

  6. Olá Paulo, como vai?

    Meu nome é Diego e sou do portal Bússola do Investidor.
    Escrevo para contar que atualmente estamos produzindo alguns artigos muito interessantes sobre declaração de investimentos no imposto de renda.
    Além dos artigos temos em nosso site a nossa Calculadora de IR, que calcula gratuitamente o imposto devido. (http://www.bussoladoinvestidor.com.br/calculadora_de_ir/)

    Gostaríamos de enviar alguns artigos para a publicação no seu blog ou se tiver interesse podemos fornecer mais informações sobre a Calculadora de IR caso ache interessante abordar este assunto.

    O que você acha?

    Abraços,

  7. Ola eu fiz um financiamento e no contrato esta sendo cobrado uma taxa no valor 900,00 reais que dis ser taxa de confecção de cadastro para inicio de relacionamento – financiada.
    Eu gostaria de saber se esta taxa pode ser cobrada?

    • Gilberto,

      A taxa para confecção de cadastro no inicio de relacionamento entre Clientes e Instituições é regulamentada, o que ocorre na maioria das vezes é que mesmo o cliente já tendo efetuado financiamento com determinada Instituição a taxa é cobrada na nova operação, principalmente em operações de financiamento de veículos.

      Paulo

    • Gilberto,

      A taxa para confecção de cadastro no inicio de relacionamento entre Clientes e Instituições é regulamentada, o que ocorre na maioria das vezes é que mesmo o cliente já tendo efetuado financiamento com determinada Instituição a taxa é cobrada na nova operação, principalmente em operações de financiamento de veículos.

      Paulo

  8. Olá , eu queria saber um pouco sobre o que é , o que faz , qual o objetivo e o que um profissional precisa ter para trabalhar em uma empresa de assessoria financeira (:
    Obrigada

    • Karen,

      O objetivo da assessoria financeira é muito amplo, pois podemos nos deparar com situações totalmente opostas.
      Como exemplos podemos prestar assessoria para um grande aplicador que deseja um portfólio variado e rentável para alocar seu patrimônio financeiro e ao mesmo tempo nos deparamos com pessoas com grandes problemas de endividamento, onde a assessoria deve pautar sobre qual caminho seguir para minimizar a situação e equacionar a questão.
      Além desses casos existem outras situações, como opção do plano de saúde, previdência, etc.
      O leque é muito amplo e a questão é se especializar apenas em um campo de atuação ou atender a todas as diversidades.

      Obrigado pela visita.
      Paulo

  9. ESTOU COM DÍVIDA DE MAIS DE 300.000,00. ENTRE EMPRÉSTIMOS NO CONTRA CHEQUE E CHEQUE. NÃO TENHO COMO PAGAR PARCELAS. COMO FAÇO PARA NÃO ACIONAREM A JUSTIÇA E TENTAREM TOMAR MEUS BENS, QUE NÃO VALE MUITO MAS SERVEM PARA NOSSA SOBREBVIVÊNCIA. POSSO MANDAR ALGUM TIPO DE COMUNICADO PEDINDO BAIXA DE JUROS, AUMENTO DE PRAZO PARA QUE POSSA HONRAR OS COMPROMISSOS? COMO DEVO AGIR NESSE CASO? PRECISO DE SUA RESPOSTA URGENTE.

    • Bel,

      Para responder seu questionamento é necessário analisar pronfudamente a situação.
      O que posso te indicar é que solicitar uma renegociação é sempre a melhor solução, desde que o acordo firmado entre você e seu credor possa realmente ser cumprido, caso contrário você retornará ao mesmo ponto atual, com o agravante de não possuir a alternativa da renegociação.

      Caso queira uma assessoria para o caso estou a disposição, poste novo comentário e houver a possibilidade conversamos sobre o assunto.

      Obrigado pela visita,

      Paulo

  10. Paulo, tudo bem ? Sou estudante de Sistemas de Informação e estou fazendo um trabalho de sociologia sobre cartões de crédito e a sociedade baseado em um trexo da sua monografia, constando citações e créditos a você, mas eu precisaria de alguns dados seus para colocarno trabalho: qual sua profissão e a sua formação? quantos anos você tem? Agradeço desde já se puder me ajudar!

  11. Oi Paulo.

    Primeiramente parabéns pelo seu site e pelo trabalho.

    Faço parte de um grupo de pesquisa científica da minha universidade, da Faculdade de Direito da UPF (Universidade de Passo Fudo – RS), disciplina Direito do Trabalho. Estou desenvolvendo um projeto de pesquisa em relação a empregados e
    funcionários de bancos (de todos os tipos) nos últimos anos. Seria de grande valia informações quantitativas de funcionários, de bancos em geral, nos últimos 10 anos por exemplo e na atualidade, bem como destes no meu estado (RS). Meu trabalho é em relação a automação e testo hipóteses da filósofa Hannah Arend em 1948. Vejo que sua monografia se assemelha e que tem essas informações da FEBRABAN. Seria muito parecido com isso os dados que eu preciso, mas o contato está muito difícil com eles. Gostaria de saber se o sr. poderia me ajudar, como conseguiste essas informações, pois no site não encontro, o que eu precisaria eram esses gráficos atualizados mas eles não estão me retornando(já liguei, enviei email…). O senhor pode me informar como conseguiste, ou se os tem? É muito importante para mim. Atenciosamente, Paola.

    • Paola,

      Informações sobre a quantidade de funcionários se encontram nos balanços anuais que os Bancos disponibilizam para seus investidores, normalmente no link RI (Relação com Investidores) de suas páginas.
      Quanto aos gráficos do meu trabalho, são de minha autoria utilizando dados de trabalhos citados na Bibliografia.

      Paulo

  12. Olá boa tarde,
    POr favor mim ajudem, minha irmã depositou 100,00 na minha conta da caixa, um dia depois saquei 40,00 no banco 24 h, e ficou na conta 60,00, um dia depois fui sacar os 60,00, e deu conta zerada, tirei o extrato pela internet e ta assim: caixa24h/valor:60,00. To desesperado, o que devo fazer, posso processa-los? vou ganhar algo com isso? Por favor mim ajudem com uma orientação. Serei muito grato.

    Abraços

    • Rodrigo,

      Obrigado pela visita.

      O primeiro passo é comparecer a agência detentora de sua conta e questionar o saque de R$ 60,00, o qual você afirmar não ter efetuado. Caberá ao banco comprovar o local, data e horário do saque.

      Acredito que o problema será solucionado na agência mesmo, nao sendo necessário medidas mais drásticas.
      Nenhum banco está 100% seguro contra fraudes ou golpes, ou seja, seu cartão pode ter sido clonado.

      Compareça a agência.

      Paulo

  13. Preciso comprar um material por telefone e pagar com cartao de credito porem meu cartao tem chip, o vendedor me disse que preciso informar a ele o número do cartão a validade do mesmo, o código de segurança, e a senha do cartão issto é real? preciso relamente informar todos estes dados? Estou com receio poderia me ajudar ?

    • Ayres,

      A senha do cartão de crédito ou débito nunca deve ser fornecida a ninguém. Os demais dados são suficientes para efetuar a compra.
      Para minimizar a sua dúvida acesse um site confiável e verifique quais informações serão solicitadas.

      Obrigado pela visita.

      Paulo

  14. Bom dia,

    Tenho uma dívida com o Banco Itau do LIS(Cheque Especial) da minha conta corrente à +/- 460 dias.A empresa onde trabalho abriu outra conta pra que recebesse o salário, mas abriu conta corrente também.O que acontece: o Itaú pegou o saldo que tinha na minha conta que estava estabilizada e lanç ou como Liq/Amortização Saldo Devedor da outra conta devedora sem minha autorização. Eles alegam que pode fazer isto por ser o mesmo CPF. Eles estão dentro da lei ou cabe recurso?

    • Caro Gustavo,

      Uma dívida com um banco não é de uma conta específica ou de um cartão de crédito, a dívida sempre é de uma pessoa física ou Jurídica e qualquer valor que exista no mesmo CPF ou CNPJ pode ser utilizado para abatimento.
      O Itaú não fez nada incorreto, do ponto de vista legal e jurídico, mas seria muito mais produtivo propor uma renegociação dos valores, pois você receberá seus proventos pelo banco.
      Contabilmente não sei como as coisas funcionam no Itaú, mas não custa nada procurar a sua agência e propor um parcelamento para quitar o saldo devedor.

      Obrigado pela visita,

      Paulo

  15. Olá Paulo

    Gostaria de agradecer os esclarecimentos, me ajudou muito,
    fico muito grata mesmo.

    Até a Próxima

    Um abraço

  16. Olá

    Tenho uma dúvida com relação a uma dívida que fiz no cartão de crédito de uma amiga. Paguei só uma parcela de R$ 87.00, restaram mais 3 parcelas que juntas somam R$ 263.51. Os juros e multa estão correndo desde 10 de novembro de 2009, que seria o vencimento da 2ª parcela. Essa minha amiga me disse que hoje 06 de março de 2010 o valor atualizado é de R$ 800.00. Será possível considerando juros de 6.5% e multa de 2% + IOF que segundo a operadora do cartão é de 0,041% me ajude por favor.
    Obrigada!!!!

    • Olá Beatriz,

      Considerando a taxa de juros de 6,5% mais multas de 2% e IOF o valor atual da dívida seria de aproximadamente R$ 340,00, ou seja, menos da metade do valor informado pela sua amiga.
      No caso citado sua amiga depositou confiança em você quando efetuou a compra no cartão dela, mas cobrar um valor maior que o devido não está certo. Pode ter ocorrido a cobranças de tarifas sobre excesso de limite ou outros motivos, mas mesmo assim o valor atualizado não atingiria os R$ 800,00.
      Te aconselho a conversar com muita sinceridade com sua amiga e solicitar as faturas enviadas, onde estão demonstrados todos os lançamentos referentes ao período.

      Agradeço pela visita.

      Sem mais,

      Paulo

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: