Juros nunca! Mas senão tem jeito, então o menor.

calculandoA data de crédito do pagamento é para muitos brasileiros um dia com sentimentos opostos.

Mas como?

A explicação é simples, nesse dia temos a definição exata de como anda a nossa vida financeira, pois se antes do crédito você percebe que além do valor que você aplica mensalmente é possível aplicar as sobras do mês anterior, que alegria.

Mas se você recebe seu salário, paga todas as despesas e percebe que o dinheiro acabou e se lembra que agora faltam 29 dias para receber novamente, a sensação é horrível.

Qual é solução para escapar dessa situação?

Muitos têm como alternativa a utilização do limite do cheque especial, o cartão de crédito ou cheques pré-datados, só que estas alternativas não resolvem o problema, mas o agravam ainda mais. Se os recursos já são insuficientes para cobrir todas as despesas o que acontece quando você ainda acrescenta juros bancários?  As despesas só aumentam.

Para que o problema não se torne crônico a postura correta é analisar friamente todas as despesas e cortar todos os gastos possíveis, ou seja, planejamento financeiro.

Mas e as dívidas já contraídas, como o cheque especial e o cartão de crédito?

A primeira providência é reduzir o custo dos juros no orçamento, transformando essas dívidas que cobram taxas de juros entre 9% e 15% a.m. num empréstimo pessoal com taxas que variam de 1,5% a 5% a.m. dependendo do perfil do cliente.

Na prática essa mudança somente será “sentida” ao final do parcelamento, pois você está trocando o pagamento dos juros do cheque especial e do cartão pela amortização da dívida. EX. Se você deve R$ 1.000,00 no cheque especial à taxa de 9% a.m., mensalmente você paga R$ 90,00 de juros e continua com a dívida de R$ 1.000,00. Optando por um empréstimo a uma taxa de 4,5% a.m. você pagará 18 parcelas de aproximadamente R$ 90,00 (o mesmo valor dos juros), mas a dívida estará quitada no final do empréstimo.

Mas lembre-se que se você optar pelo parcelamento, mas voltar a utilizar o limite do cheque especial ou o crédito rotativo do cartão a sua dívida era dobrar.

Ter crédito é ótimo, mas somente se usado com planejamento e consciente do impacto no seu orçamento mensal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: