Endosso de cheque

Pergunta:

Prezado,
Se um cheque tem nominal e o endosso, se eu apresentar a carta de anuência da empresa a quem está nominal, o banco aceita?
A empresa a quem passei o cheque e está nominal é em SP, a endossada é uma cooperativa em Natal, que acho que até nem existe mais….
Se eu fizer um acordo com a empresa que passei o cheque primeiramente o banco aceitará ou me fará ir atrás da pessoa endossada?

Resposta:

Olá Deborah,

Obrigado pela visita.

Conforme a lei do cheque o artigo 20 cita que todos os direitos são transferidos ao endossado, mas o artigo 21 cita que o responsável pelo pagamento do cheque é o endossante, no caso a empresa sediada em São Paulo.

No seu caso acredito que a empresa, a qual o cheque está nominal, pode emitir uma carta de quitação especificando que se responsabiliza por eventuais cobranças posteriores, conforme o disposto no artigo 21. O que o banco pode solicitar são as certidões negativas de protesto de São Paulo e de Natal.

O ideal é apresentar está possibilidade ao banco sacado para que seja verificada nos procedimentos internos a aceitação da sugestão.

Segue abaixo os artigos e o link da lei do cheque.

http://www.consumidorbrasil.com.br/consumidorbrasil/textos/legislacao/cheque.htm
Art. 20. O endosso transmite todos os direitos resultantes do cheque.
Art. 21. Salvo estipulação em contrário, o endossante garante o pagamento.

Paulo

O que é título de capitalização?

Olá,

Os Títulos de capitalização comercializados no país seguem o seguinte padrão:

– Valores mensais de contribuição;

– Prazos específicos de duração, variando de 36 a 84 meses;

– Sorteios semanais, mensais e semestrais;

– Devolução de parte ou de todo o valor contribuído.

O funcionamento é simples, adquirindo um título de capitalização você efetuará contribuições mensais, por um determinado prazo e concorrerá a sorteios pela loteria federal durante o período de contribuição.

Títulos de capitalização não podem ser considerados como investimento, pois na grande maioria dos planos comercializados não ocorre a devolução de 100% das contribuições mensais. O mais famoso título de capitalização é a Tele-Sena do Grupo Sílvio Santos, a qual devolve 50% após um ano corrigido pela TR.

Já existem planos no mercado de devolvem 110% do capital acumulado corrigido no final de 84 meses, mas mesmo assim não podemos considerar uma aplicação financeira.

Pergunta respondida no Yahoo!Respostas

Leia mais em: Título de Capitalização: O que é isso?

Letras LSA nas cédulas?

Pergunta

EDNALDO, em Novembro 11th, 2009 às 22:36 Disse:

Gostaria de maiores informações sobre a sigla LSA nas cédulas de dinheiro.

O que significa?

Desde já agradeço

Resposta

estabilidadefinanceira, em Novembro 12th, 2009 às 17:38 Disse:

Olá Ednaldo.

Obrigado pela visita.

As letras LSA no verso das cédulas na verdade é o final da palavra FALSA que está impressa na parte de trás das notas. As letras FA ficam impressas sob a inscrição do valor da nota. Em pesquisa no site do BACEN não encontrei informações sobre essa impressão, mas obtive essa informação num curso sobre autenticidade de cédulas e moedas que efetuei no próprio BACEN.

Sem mais,

Saldo devedor de empréstimo

Pergunta

Márcio, em Outubro 30th, 2009 às 21:32 Disse:

Olá! Fiz um empréstimo pessoal consignado numa certa financeira há sete meses e notei que o valor pago, até o presente momento, não reduziu praticamente nada do valor financiado. O empréstimo foi de R$ 25.000,00 em 60 vezes com parcela de R$ 700,00 e já paguei R$ 4.200,00. Só que o valor abatido gira em torno de R$ 900,00.

Pergunto ao amigo: caso eu esteja pagando juros abusivos, será que eu posso pedir que seja recalculado o financiamento na tentativa de reduzir a parcela mensal. Tendo em vista que a diferença entre o valor pago, até agora, e o valor abatido é muito pequeno.

Resposta

estabilidadefinanceira, em Outubro 30th, 2009 às 22:44 Disse: Olá Marcio,

Obrigado pela visita.

Baseado no valor, prazo e parcela do seu empréstimo verifiquei que a taxa de juros praticada foi 1,97% a.m.

A taxa de juros utilizada está na média do mercado para o crédito consignado, portanto não pode ser considerada abusiva.

O que acontece é que o abatimento do saldo devedor da operação é muito pequeno nas primeiras parcelas. Para demonstrar isso vamos considerar que dos R$ 700,00 da primeira parcela 95% referem-se a juros da operação e 5% (R$ 35,00) é o abatimento do saldo devedor. O inverso ocorrerá na última parcela, ou seja, 95% da parcela será abatimento do saldo devedor e 5% juros.

No caso do saldo devedor é necessário analisar a redução da taxa Selic no período, como citei no artigo Juros: as taxas baixaram, compensa renegociar um empréstimo? Se o empréstimo foi efetuado há sete meses a taxa Selic era de 12,75% ou 11,25% a.a. enquanto a atual é 8,75% a.a. o que resulta num menor desconto dos juros futuros.

Leia o artigo e verá que o saldo devedor está coerente com as parcelas pagas.

Retorno

Márcio, em Novembro 1st, 2009 às 01:29 Disse:

Obrigado, caro amigo, pelo esclarecimento, pois já estava achando que tinha sido lesado. Até uma próxima oportunidade.

Sobre fatura de cartão de crédito e compra parcelada!?

Perguntas respondidas

Sobre fatura de cartão de crédito e compra parcelada?

Não entendo muito de cartão de crédito!Tenho uma conta na caixa econômica e quero saber se é obrigatório pagar a fatura e se for de quanto é?

Aproveitando quero comprar um videogame parcelado na Submarino.com, eles aceitam meu cartão da caixa? Sei que tenho que pagar juros, mas a dúvida é essa,se eles aceitam cartão da caixa!

Autor: Samuel J R

Melhor resposta – Escolhida pelo autor da pergunta

Olá Samuel,

Se o cartão for de crédito, independente da bandeira, você poderá efetuar a compra. No site as compras podem ser parceladas em até 10 vezes sem juros, dependendo do valor mínimo da parcela.

A fatura do cartão de crédito deve ser paga integralmente, para o bem estar da sua saúde financeira, pois os juros cobrados sobre o valor remanescente, quando é pago o mínimo, são absurdos.
Comentário do autor da pergunta:

Vlw pela explicação!

Financiamento ou consórcio?

Pergunta respondida Yahoo! Respostas

Financiamento ou consórcio de veículos?

Qual é o mais vantajoso para o cliente?
Por que esse que foi indicado é o melhor?
Qual é o que tem a taxa de juros mais baixos?
Desde já agradeço a participação de todos
Um Abraço

 Autor: José

Melhor resposta – Escolhida pelo autor da pergunta

Olá,

Primeiro devemos verificar quais as diferenças entre as duas modalidades.

No consórcio você pagará o valor do bem acrescido da taxa de administração que varia entre 17% a 25%, dependendo da instituição contratada. O bem é entregue normalmente por três opções – Sorteio, lance livre e lance de determinadas parcelas.

No Financiamento você pagará o valor do bem acrescido dos juros contratados conforme o prazo.

Para analisar corretamente qual a melhor opção outros fatores devem ser ponderados:

– Qual a urgência de aquisição do bem?

– Possui algum valor para entrada ou lance?

Hipótese 1 – Com urgência e sem dinheiro = A única opção é o financiamento

Hipótese 2 – Sem urgência e sem dinheiro = A melhor opção é o consórcio

Hipótese 3 – Com urgência e com dinheiro = Nesta situação somente é possível definir a melhor opção comparando o valor das parcelas pelo mesmo período, para verificar o que é mais vantajoso os juros ou a taxa de administração. Cabe ressaltar que o valor deve ser suficiente para arrematar o bem pelo lance livre.

Hipótese 4 – Sem urgência e com dinheiro = Opte pelo consórcio, pois no caso da situação se alterar e surgir à necessidade do bem é só dar o lance.

Sem mais,

https://estabilidadefinanceira.wordpress.com

Consórcio, financiamento ou poupança – Qual a melhor opção?

Pergunta respondida Yahoo! Respostas

É vantagem fazer consórcio, financiar ou fazer poupança?

Olá pessoal queria comprar uma moto, mas ainda estou na dúvida se eu faço consócio, financio ou faço poupança, qual modalidade é a mais vantajosa e melhor?

Autor: Jonathas

Melhor resposta – Escolhida por votação

Olá,

Analisando apenas as três alternativas a melhor é poupar o dinheiro e comprar a moto assim que alcançar o montante necessário.

Mas outros fatores devem ser considerados neste caso:

– Qual a necessidade da moto?
– Se é realmente necessário sua compra, qual a urgência;
– Se não há urgência na compra e a moto será utilizada apenas para passeios, você consegue poupar?

No caso da real necessidade e urgência da compra existem duas opções:

– Se você já possui uma parte do dinheiro verifique se é suficiente para conseguir retirar a moto por meio de lance no consórcio e compare o valor/quantidade de parcelas com o financiamento;

– Se você não possui nenhum valor guardado a única alternativa é o financiamento.

Sem mais,

 https://estabilidadefinanceira.wordpress.com